Quiseram mais do bom e do melhor - Praxes

Este texto pertence à secção de Jornalismo livre, onde qualquer estudante, docente ou funcionário do ensino superior pode publicar novidades, entrevistas e outros textos jornalísticos.
Praxes na ESTM

Em Peniche os caloiros pediram mais. Mais praxes na Escola Superior de Turismo e Tecnologias do Mar de Peniche.

Pediram um regresso aos tempos desgastantes de se dirigirem para o centro de Peniche, às 22h, e serem praxados pela Comissão de Praxes (CP) que os aguarda, à hora certa.

Em fins de Outubro terminaram as nossas praxes, este ano obrigatoriamente mais curtas (devido às polémicas que se ouviram por todo o país).

Os caloiros, que levaram as praxes com o melhor espírito possível, apesar de algumas queixas e outras tantas desistências, decidiram assinar uma petição em que pediram à CP mais uma noite de orgulho de ser caloiro.

Esta, como faz aquilo que lhe compete com orgulho e prazer, aceitou obviamente, as preces dos caloiros e concedeu-lhes mais duas noites «à antiga» nas quais, ao contrário do que se possa pensar, não foram mais vulneráveis, foram os Srs. Superiores que lhes compete ser.

Os caloiros gostaram. Esperemos que todos os anos as praxes decorram com o mesmo espírito e que esta petição se repita. Será sinal de que as praxes da nossa escola, aquele momento da chegada quer dos mais felizes quer dos mais saudosos e desanimados, são realmente um bom momento – para a maioria dos caloiros.

Textos relacionados (ligações internas):