A problemática da acção social do estado de direito português preocupa os estudantes hoje em dia

Retrato de Nuno Nabais
3.77778
Média: 3.8 (9 votos)
 

A propósito da nova fórmula de cálculo dos apoios sociais prestados pelo Estado:

Uma vez mais, os estudantes são olhados como uma maçã podre a abater, pois um país de iletrados sempre faz uma vénia ao vazio e ao vácuo destes últimos anos.

Pergunto-me se os portugueses vão a correr para a Ericeira à espera que o rei retorne, ou então, pior: em noites de nevoeiro clamar num brado aos céus pelo regresso do saudoso Dom Sebastião, devido ao facto de o Estado Social ter quase desaparecido – e o que há, morre lentamente em agonia.

Basta! Digo eu, basta! Se queremos ter um país de aparências, se queremos ter um país a soldo, tudo bem, mas BASTA de fazer espremer o sumo estudantil porque desta vez ninguém nos cala a voz.

Com as minhas mais irreverentes saudações académicas,

Nuno Nabais

Opinião de

Nuno Nabais

É presidente da Associação Académica da Universidade Autónoma de Lisboa

É, também, vice-presidente da Associação Académica de Lisboa (AAL), vice-presidente da FNESPEC (Federação Nacional Ensino Superior Privado e Cooperativo) e presidente de mesa da PABE (Portuguese Agency for Biotechnology in Europe).

Comentários

Publicar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
 
  • É possível usar **negrito**, *itálico*, criar alíneas com a) b), numeração com 1) 2) e outras opções. Para separar os parágrafos é necessário criar uma linha de intervalo (ou iniciar o novo parágrafo com um espaço em branco).
  • É possível inserir imagens.

Mais informação sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Este teste serve para impedir a publicação automática de lixo.
1 + 8 =
Introduz o resultado da conta (ex.: se for 1+3, introduz 4).